A Escola Jesus Cristo é uma instituição espírita fundada por Clóvis Tavares, sob inspiração espiritual de Nina Arueira, em 27/10/1935. Inicialmente denominava-se Escola Infantil Jesus Cristo, pois destinava-se a evangelização de crianças sob a luz da doutrina espírita, funcionando em pequena sala da casinha de D. Didi (mãe de Nina Arueira) aos domingos pela manhã, na antiga rua do Mafra; com a frequência de jovens e adultos, as aulas esclarecedoras do jovem Clóvis, a instituição perdeu o adjetivo, passando a denominar-se Escola Jesus Cristo - Instituição Espírita de Cultura e Caridade. O aumento do número de seus frequentadores levou a necessidade de mudar de local e, em 27 de outubro de 1939, no seu quarto aniversário, passa a funcionar em sua sede própria, adquirida pelo seu fundador com auxílio de amigos, na rua dos Goitacazes, 177 – Lapa, Campos dos Goytacazes/RJ. Atualmente, a instituição, funciona diariamente, com serviços de auxílio ao próximo e de aulas e pregações evangélicas e doutrinárias, descritos abaixo, em postagem do dia 30/08/2010.

Pesquisar este blog

20 de outubro de 2011

Amaral Ornellas - o Poeta do Evangelho

         Adolfo do Amaral Ornellas, nasceu no Rio de Janeiro, em 20 de outubro de 1885, e desencarnou a 5 de janeiro de 1923, com a idade de 37 anos. Poeta, teatrólogo e jornalista, teve atuação brilhante nos meios literários.
        Iniciou-se na Doutrina Espírita, no Centro Espírita "Fé Amor e Caridade Santo Agostinho", onde exerceu diversos cargos. Posteriormente, ingressou na Federação Espírita Brasileira, onde foi diretor, membro da comissão de Assistência aos Necessitados, e secretário da revista "O Reformador". Atuou como médium receitista.
        Do Mundo Maior, Amaral Ornellas enviou, pelo médium Chico Xavier, numerosas poesias, incluídas em vários livros, como: "Parnaso de Além-Túmulo", "Instruções Psicofônicas", "Vozes do Grande Além" e "Poetas Redivivos". Foi considerado o verdadeiro Poeta do Evangelho.
*****

*****
O Tempo
O tempo é o campo eterno em que a vida enxameia
Sabedoria e amor na estrada meritória.
Nele o bem cedo atinge a colheita da glória
E o mal desce ao paul de lama, cinza e areia.

Esquece a mágoa hostil que te oprime e alanceia.
Toda amargura é sombra enfermiça e ilusória...
Trabalha, espera e crê... O serviço é vitória
E cada coração recolhe o que semeia.

Dor e luta na Terra – a Celeste Oficina –
São portas aurorais para a Mansão Divina,
Purifica-te e cresce, amando por vencê-las...

Serve sem perguntar por “onde”, “como” e “quando”,
E, nos braços do Tempo, ascenderás cantando
Aos Píncaros da Luz, no País das Estrelas!
Amaral Ornellas
Livro: Parnaso de Além-Túmulo
Psicografia de Chico Xavier
*****

Nenhum comentário:

Postar um comentário